quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Sou vento

Se um dia o vento leve te tocar os lábios
Meu desejo já não se conteve
E em de forma delicada te mostrou que existe

Sou vento.

Te toco sempre que minhas mãos não podem
Te vejo sempre.
Te envolvo e te protejo.

Vento brisa ameno...
Levando com sigo cheiro de lavanda
Meu cheiro que você guardou

Quente.
Quando a distancia já não deixa te aquecer

Te sigo
Vou sempre a mexer teus cachos negros
Me emaranhar em seus cabelos
E sussurar em seu ouvido.

Ventania
Que te encontra de frente
E mostra que passou.
Mostra que está

O vento sapeca,
Que te carrega as folhas onde rabisca
E te faz sorrir.

Te nina.

Sopro frio
Pra fazer do meu corpo importante

Sopro contra.
Quando quero trazer a mim um pouco de você!
Teu aroma,tão seu
Um negro fio de cabelo preso a roupa
Uma lembrança.

Uma saudade.

És vento?
O vento que me arrepia quando de você lembro
Que me toca o rosto de forma doce
Que me seca os lábios
Me Mareja os olhos.

És vento?
Sou vento



2 comentários:

Ian disse...

Sara,

Gostei bastante do seu blog, mas esse em especial mexeu comigo. Está muito bonito !

Ian disse...

Ah sim.. vc é elemento ar! (rs)